Notícias  
 
 
/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
28/5/2020 - / Por
 
Servidor público paga a conta da ajuda do governo aos estados

 

 O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou com vetos o projeto que prevê ajuda financeira de R$ 60 bilhões a estados e municípios. Bolsonaro acatou os vetos sugeridos pela equipe econômica do governo, liderada pelo ministro da Economia Paulo Guedes, que vem constantemente atacando os servidores e enfraquecendo os serviços públicos.
 
Com os vetos, não haverá reajustes salariais para nenhuma categoria do serviço público até dezembro de 2021.  A Câmara dos Deputados e o Senado Federal haviam retirado do congelamento dos salários servidores que atuam diretamente no combate à pandemia do novo coronavírus: profissionais das áreas da saúde, da educação, da segurança e das Forças Armadas. Porém, o presidente vetou, hoje (28/05), os reajustes salariais de qualquer categoria, prejudicando a todos os servidores, sem exceção. Mesmo sem os vetos, a maioria das categorias do serviço público já estava congelada. 

Também estão proibidos a contagem deste tempo para triênios, a única oportunidade de recomposição salarial dos servidores do estado nos últimos anos, bem como para a concessão de licenças prêmio. E, por fim, o congelamento de benefícios como auxílio transporte e alimentação.
 
Os outros vetos do presidente foram: 
 
▶️ Suspensão dos prazos de validade de concursos públicos homologados até 20 de março. O governo alega que o dispositivo fere o pacto federativo e a autonomia dos entes da federação. 
▶️ Garantias e contragarantias em caso de inadimplência em 2020. De acordo com o governo, ao proibir a União de executar garantias e contragarantias em caso de inadimplência em 2020, haveria o risco de o Brasil se tornar inadimplente perante o mercado doméstico e internacional. 
▶️ Suspensão das parcelas relativas aos pagamentos dos financiamentos de dívidas dos municípios com a Previdência. Segundo o governo, o parágrafo é inconstitucional porque o prazo suspenderia o limite de 60 meses.
 
O Fórum Permanente de Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (FOSPERJ) repudia veementemente os vetos realizados pelo presidente Jair Bolsonaro. O dinheiro que o governo federal tinha que investir para resolver o problema das crises sanitária e econômica não vai vir do orçamento público. Esse dinheiro vai vir do bolso dos servidores públicos
 
Ao acatar os vetos sugeridos pela equipe econômica do governo federal, o presidente Jair Bolsonaro ignora o esforço das inúmeras categorias de servidores públicos que estão na linha de frente para manter os atendimentos aos cidadãos durante a pandemia do novo coronavírus. São profissionais que arriscam suas vidas para salvar outras e que têm que desempenhar seus trabalhos, muitas vezes, com condições precárias e sem reajuste salarial há anos. 
 
Os vetos presidenciais a trechos de projetos aprovados pelo Congresso Nacional precisam ser analisados pelos parlamentares. Se deputados e senadores decidiram derrubar a decisão, o trecho da lei é restabelecido. Não há prazo para a análise.
 
O FOSPERJ mobiliza todas as categorias de servidores públicos para que o trecho seja restabelecido. Os servidores não podem pagar a conta da pandemia!

 
/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////
 
 
 
 
.
.
Últimas Notícias >>>
.
 

08/07/2020
FOSPERJ realiza reunião com o presidente da Alerj e deputados de comissões importantes
SAIBA MAIS >>>

07/07/2020
Rioprevidência faz nova operação questionável e afirma que irá garantir o pagamento de aposentadorias até o fim do ano
SAIBA MAIS >>>

07/07/2020
FOSPERJ se reúne com o presidente da Alerj em busca de ponte com o Executivo
SAIBA MAIS >>>

29/06/2020
O Dia - Servidores reafirmam posicionamento contrário à volta ao trabalho presencial
SAIBA MAIS >>>

26/06/2020
Flexibilização da quarentena e conjuntura de impeachment marcam reunião do FOSPERJ
SAIBA MAIS >>>

26/06/2020
Carta Aberta das entidades de classe de servidores do Rio de Janeiro em proteção à vida
SAIBA MAIS >>>

24/06/2020
FOSPERJ envia ofício ao Governo do Estado e cobra regulamentação dos consignados
SAIBA MAIS >>>

24/06/2020
STF proíbe corte de salários de servidores por Estados e municípios endividados
SAIBA MAIS >>>

23/06/2020
No mês que o serviço público completa 6 anos sem recomposição, Witzel nega diálogo com as categorias e ainda ameaça atrasar salários
SAIBA MAIS >>>

19/06/2020
Senado aprova suspensão de consignados por 120 dias
SAIBA MAIS >>>